Assessoria completa para cidadania italiana

Validação de documentos estrangeiros e nacionais em território nacional e vice-versa.

O tradutor juramentado tem fé pública em todo o território nacional, e as versões são reconhecidas na maior parte dos países estrangeiros. Ele é concursado e produz documentos novos através do vernáculo. Dependendo da finalidade da tradução, ela deve ser autenticada, isto é, validada pela representação consular do país de origem ou de destino.

Autenticação de traduções e documentos estrangeiros

Documentos estrangeiros devem ser obrigatoriamente autenticados pelo consulado ou embaixada brasileira no país de origem para que tenham validade no Brasil e vice-versa. Isto deve ser feito antes de serem traduzidos. Alguns consulados e embaixadas prestam este serviço por correio, mas somente dentro do país representado. É possível obter a autenticação de nossos documentos aqui através do ERESP/MRE, também chamada de consularização, no Brasil. Consulte: http://www.portalconsular.mre.gov.br/legalizacao-de-documentos/estado-de-sao-paulo-1

Os consulados e embaixadas podem exigir o reconhecimento de firma do documento antes da autenticação. Normalmente antes de se enviar um documento ao ERESP devemos solicitar o reconhecimento de firma no documento para daí então enviá-lo. Encontre o consulado ou embaixada mais próxima no site do Ministério de Relações Exteriores: http://www.portalconsular.mre.gov.br/

Voltar

Nossos Parceiros




Solicite já seu orçamento, envie seu documento e entraremos em contato o mais breve possível!